projetos

Semear Academia

Iniciado em 2014, o SEMEAR Academia conta com o apoio da Família Soares dos Santos, EEAGrants Cidadania Activa e BPI Capacitar, além de beneficiar de um protocolo elaborado com o Instituto Superior de Agronomia (ISA).

Este projeto tem como principal objectivo a inclusão sócio profissional de jovens e adultos, entre os 18 e os 45 anos, com dificuldade intelectual e de desenvolvimento e tem por base um conjunto de formações certificadas que permitem o desenvolvimento das competências pessoais e sociais dos formandos e a sua integração no mercado de trabalho. Contempla, igualmente, um acompanhamento de coaching (ao jovem e à empresa), de forma a garantir a sua autonomia e manutenção no posto de trabalho.

Todo o processo tem em conta as dimensões física, intelectual, espiritual e emocional/social de cada pessoa, em paralelo com as suas competências profissionais e técnicas, procurando-se que a formação seja ministrada em ambiente académico e social adequado às idades dos beneficiários. Assim, o SEMEAR Academia proporciona uma formação ajustada às necessidades de cada jovem ou adulto com deficiência, tendo em conta o seu ritmo próprio de aprendizagem e as ferramentas mais adequadas para maximizar as suas competências.

Dado que o objetivo final é a empregabilidade dos formandos, o processo de capacitação destes é acompanhado por uma equipa técnica que monitoriza a sua evolução e mantém os objetivos em vista. Além disso, para lá da formação on-job, o SEMEAR Academia fornece também estágios e um acompanhamento pós-colocação em posto de trabalho.

Toda a formação do SEMEAR Academia assenta nos princípios da autonomia, dignidade e valorização da pessoa, através do desenvolvimento de competências socioprofissionais (softskills) que permitam preparar indivíduos profissionalmente competentes, a par de cidadãos socialmente competentes.

Em 2019, SEMEAR Academia dispõe de 32 jovens em formação, sendo atualmente o sector agroalimentar, nomeadamente a agricultura, comércio e indústria, a área de formação por excelência.

Serviços

Formação para jovens

a) Formação Inicial / Medida para a Qualificação de pessoas com Deficiência - Percurso B e A

Trata-se de uma qualificação destinada a pessoas com deficiência e incapacidade que pretende dotar os participantes de competências pessoais, sociais técnicas e profissionais que lhes permita integrarem o mercado de trabalho e garantirem a sua autonomia e plena inclusão na sociedade. Tem uma duração de 2.800 horas ou 3.600 horas e dirige-se às áreas da indústria, armazenagem e comércio. Mais informações aqui.

b) Formação Modular

Trata-se de um programa que tem por base o Curso de Auxiliar do Sector Agroalimentar e que está organizado por ciclos/períodos, cada um com a duração de 4 meses. As atividades são diferenciadas e adaptadas aos diferentes níveis, de forma a promover a motivação e potenciar o processo de aprendizagem do formando. A duração do curso pode variar entre 12 meses e os 3 anos, consoante as características ou o nível de aprendizagem de cada  participante. Mais informações aqui.

Formação para jovens

Esta formação é ministrada por técnicos especializados na área de empregabilidade e é adaptada aos objectivos de cada empresa, a partir de um diagnóstico e levantamento das necessidades específicas que fazemos a estas.

O Programa de Formação para Empresas tem como objetivo preparar e apoiar as empresas na inclusão socioprofissional de pessoas com deficiência, através dos módulos de Formação, Formação-Ação e Consultoria.

Trata-se de uma importante ajuda para que os colaboradores (das empresas) disponham de um melhor conhecimento sobre a deficiência e a sua expressão no contexto profissional, a par de ferramentas que lhes permitam implementar as estratégias mais corretas, tendo em vista a inclusão. Para mais informações ou marcações, contacte-nos aqui.

Juntos num só ritmo

Este programa decorre em escolas dos 2º e 3º ciclos e Ensino Secundário, tendo como principal objetivo a mudança do atual paradigma social face à diferença, por parte de alunos, docentes e pessoal não docente, no sentido de, em conjunto, se promover uma sociedade mais inclusiva.

A promoção da educação social é feita através do desenvolvimento das competências intrapessoais e interpessoais dos participantes, tais como o conhecimento de si e do outro, a capacidade de trabalho em equipa e de dinamização de grupos, o aperfeiçoamento das respostas relacionais e emocionais, a comunicação, a assertividade ou a capacidade de resolução de conflitos, entre outras.

É constituído por 8 sessões de 45 minutos (ou 4 sessões de 90 minutos, dependendo dos horários escolares) em que participam formadores das áreas da Reabilitação Psicomotora e da Psicologia. Contacte-nos aqui.